sábado, 20 de fevereiro de 2010

Mundo do Fim do Mundo

Género: Romance
Título original: Mundo del fin del mundo
Autor: Luis Sepúlveda
Sinopse: um adolescente, entusiasmado pela leitura de Moby Dick, aproveita as férias de verão para embarcar num baleeiro e conhecer, nos confins austrais do continente americano, as terras onde o mundo termina. Muitos anos depois, já adulto, jornalista e membro activo dos movimentos ecologistas, o acaso fá-lo regressar a essas paragens distantes por uma razão completamente distinta mas talvez igualmente romântica: a fauna marítima que habita as águas gélidas e impolutas desse mundo do fim do mundo está a ser destruída pela acção criminosa dos navios piratas. (in, Wook).

O livro retrata dois períodos distintos na vida do narrador: no primeiro, ele é um adolescente de 16 anos que resolve aproveitar as férias de verão para embarcar num baleeiro e viver uma aventura em terras desconhecidas.
No presente, ele é um jornalista que vive e trabalha em Hamburgo e um homem interessado pelas questões ecológicas. Por isso, quando toma conhecimento sobre a matança ilegal de baleias na Patagónia e na Terra do Fogo, parte numa viagem que o levará às suas origens e às aventuras da sua adolescência.

Luís Sepúlveda leva o leitor numa aventura pelos mares do sul. Apresenta-nos pessoas extraordinárias com histórias não menos extraordinárias, lugares e paisagens magníficas. O suspense é mantido durante toda a viagem até ao destino dos acontecimentos. Quando o narrador ouve e vê com os seus próprios olhos o que aconteceu, ficamos com a sensação que valeu a pena a espera. É surpreendente.

Através da viagem e dos diálogos entre os personagens, o autor explica as manobras criadas pelos países para criarem barcos fantasmas e manterem a pirataria em alto mar e deixa alguns exemplos das mais cruéis técnicas usadas na pesca das baleias, levando ao extermínio de enormes colónias. Faz ainda referências às manifestações da Greenpeace e à morte do fotógrafo português, Fernando Pereira, um mártir da causa ambiental.

Sim. Lá vou eu. Ao teu encontro, mundo do fim do mundo. E não sei a que me espera.
É um livro sobre aventura, viagens, ataques contra a natureza e as suas mais maravilhosas magias.
Gostei.

2 Comentário(s):

Di 3:25 da tarde, fevereiro 21, 2010  

Parece ser bom :)

Mary 5:32 da tarde, fevereiro 21, 2010  

Di, sim é muito bom.
É o primeiro livro do Sepúlveda que leio e aconselho. E tem apenas 120 e tal páginas.
:-)

  © Blogger template 'Morning Drink' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP