quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Dos ídolos

Todos os domingos, sento-me em frente à televisão para ver os Ídolos ao mesmo tempo que troco comentários, via twitter, com mais um punhado de followers que estão a fazer o mesmo.
O referido programa tem a pretensão de encontrar o próximo ídolo de Portugal e já vai na sua 3ª edição. Sim, houve mais duas edições embora, ninguém sabe ao certo onde foram parar os tais ídolos.

Primeiro são os castings, onde pessoas sem jeito para a coisa têm os seus 15 segundos de fama. Os melhores chegam à fase do teatro e 15 vêem os seus passaportes carimbados para as galas com actuações ao vivo.

Apresentadores
- não tenho nada contra a Claúdia e o Manzarra, mas se cheguei a perdoar-lhes os deslizes nas primeiras galas, actualmente, acho que certas coisas são inaceitáveis (falar em cima dos separadores é apenas um exemplo);
- o Manzarra é o moço das graçolas e é o ídolo de grande parte do mulherio. É-me completamente indiferente e não consigo achar-lhe graça.
- às vezes, a Claúdia aparece com endumentárias que não lembram ao diabo (bem sei que isso não é culpa da menina) e que realçam cada vez mais as 3 crianças que vai parir (teoria minha: uma na barriga e uma em cada mama). Tenta entrar nas piadas do Manzarra e é aí que, na minha opinião, espalha-se ao comprido.
- o par de mamas que acompanha-a também contribui para aumentar o share (há sempre a probabilidade de umas delas saltar do vestido e ninguém quer perder tamanho momento televisivo).
- já não tenha pachorra para ouvi-los falar sobre a cria da miúda.

Júris
- o Manuel (ou Manel) é um azeiteiro e tenta imitar o Simon. Ele que pare, por favor!!!
- a Roberta só sabe falar de "atitude" e todas as noites volta a dizer a mesma coisa. Mais que 3 vezes, cansa.
- o Laurent, talvez por ser músico, parece-me ser o único que percebe realmente do que está a fazer-se aí.
- o Boucherie já todos perceberam que é um convencido e acha-se um sabichão de primeira. Já irrita estar sempre a querer mostrar que percebe muito de música quando recita informações sobre álbuns e artistas.

Cenas do próximo capítulo: concorrentes e polémicas.

6 Comentário(s):

Kris 6:46 da tarde, janeiro 13, 2010  

lol, eu depois vejo o video "do momento" no youtube entao

nunca vi o programa mas contaram-me que na primeira ronda eles cantam para uma máquina depois surgiu-me uma duvida: será que a maquina escolhe os cromos e os mais ou menos de propósito?

Mary 6:55 da tarde, janeiro 13, 2010  

Kris, cantam para uma máquina?? Nunca ouvi tal coisa e nem sequer percebo como poderiam ter ser feito tal coisa.

Kris 11:36 da tarde, janeiro 13, 2010  

contou uma rapariga que lá foi, também achei estranho, mas por outro lado eles não iriam passar as gravações disso...

Paulo 10:45 da manhã, janeiro 14, 2010  

Ao contrário de ti gosto do júri. Acho-os muito directos e honestos. A Roberta é o que é, mas ela está ali porque a convidaram. Não tem a culpa.
Quanto aos concorrentes, não suporto o Carlos e acho que o Filipe merece ganhar.

patxocas 4:21 da tarde, janeiro 14, 2010  

Mi encanta o Filipe e a Diana e a Inês.

Gosto do sorriso do Manzarra. E por mim, pode ficar calado.
Dispenso a Claúdia e a Roberta.
O Broucheirie e a sua mania de sabichão dão uma certa piada.
Adoro o Laurent. Que homem. Preenche as medidas todas. ;)

O Manel... sem comentários.
Gostei deste teu post. :)

Jinhos.

Mary 11:17 da tarde, janeiro 14, 2010  

Paulo, eu não desgosto do jurí, só não gosto quando as coisas parecem demasiado forçadas.

Patxocas, também gosto da Diana e do Filipe. Obrigada pelo elogio (blushing).

  © Blogger template 'Morning Drink' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP