segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Book@Janeiro

Título: Por Quem os Sinos Dobram, de Ernest Hemingway


Sinopse
: Em 1937, Ernest Hemingway decidiu ir para Madrid, a fim de aí realizar algumas reportagens sobre a resistência do governo legítimo de Espanha ao avanço dos revoltosos fascistas. Três anos mais tarde, concluiria a elaboração do mais famoso romance sobre a guerra civil de Espanha, Por Quem os Sinos Dobram. A história de Robert Jordan, um jovem americano das Brigadas Internacionais, membro de uma unidade guerrilheira que combate algures numa zona montanhosa, é uma história de coragem e lealdade, de amor e derrota, que acabou por constituir um dos mais belos romances de guerra do século XX. (in, Wook)

Considerações gerais: é um livro de leitura fácil e agradável. É o primeiro livro do senhor que leio e gostaria de experimentar outro, just in case.
Guerra civil. Amor. Espanha. Ciganos. República. Amigos. Traição. Rebeldes. Liberdade. Mortes. Feridos.
Adorei o final. Virei uma página e fim, assim sem estar nada à espera. Estes são os meus finais favoritos: imprevíveis e surpreendentes.

Book@Fevereiro: o livro que se segue é Cem anos de Solidão de Gabriel García Márquez (de quem já li o Amor em Tempo de Cólera e gostei bastante). A minha cunhada aconselhou-me a fazer, no início da leitura, a árvore genealógica dos personagens. E eu como sou bem mandada, vou obedecer. Cheira-me a grandes complicações.

6 Comentário(s):

NonSense 11:28 da tarde, janeiro 26, 2009  

Ou então vais à wikipédia... Já está lá feita!
E se gostas de grandes finais... :)

Mary 11:36 da tarde, janeiro 26, 2009  

NonSense, bem visto. Não me lembrei que podia estar na Wikipédia. Obrigada pela dica e pela visita.

The Star 8:56 da manhã, janeiro 27, 2009  

Janeiro -> Missão cumprida!!! :D

Canochinha 9:49 da manhã, janeiro 27, 2009  

Com um pequeno esforço, ainda chegas aos 2 livros por mês :)

Agora a sério, do Hemingway ainda só li "O Velho e o Mar" e gostei. Este está lá em fila de espera, mas é um clássico e é geralmente considerado um bom livro. Tenho de lhe pegar um dia destes :)

Cristina 11:49 da manhã, janeiro 27, 2009  

Estava a pensar que já não estavas neste livro, mas ainda bem que estás e puseste aqui a tua opinião. Aguçaste-me a curiosidade. Só li dele O Velho e o Mar e estou super curiosa quanto a este porque, como realçaste, tem todos os ingredientes para uma leitura emocionante/cativante.

Força para a próxima leitura... GGM não me atrai muito, apesar de ter obras suas.

Mary 3:32 da tarde, janeiro 28, 2009  

Estou a ver que tenho claque.
Obrigada, pessoal! Sinto-me mais motivada.

Canochinha, vou falar com o meu chefe para dar-me menos trabalho, pode ser que se simpatize com a causa, ou não!

Cristina, GGM usa um palavreado bastante puxado, mas gosto bastante da forma como ele descreve pessoas, lugares ou acontecimentos.

  © Blogger template 'Morning Drink' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP