sábado, 9 de agosto de 2008

O senhor colombiano

O Amor nos Tempos de Cólera constitui na obra de Gabriel García Márquez um marco equiparável ao do célebre Cem Anos de Solidão, considerado até hoje, a sua obra-prima. O Amor nos Tempos de Cólera é um romance (...) onde se fundem o fulgor imagístico, o difícil triunfo do amor, as aventuras e desventuras da própria felicidade humana (...) Ao longo dum flash-back de quatrocentas páginas vertiginosas, compostas numa espécie de pauta estilística e musical, da qual não estão sequer ausentes o humor, a poesia e a vertigem das imagens (...) o leitor recupera o ritmo encantatório duma escrita que não tem conhecido à altura.

Só para perceberem como gostei do livro, digo o seguinte: ainda antes de ter acabado de ler este livro, fui a correr comprar o Cem Anos de Solidão. Muito, muito bom.
Uma história de amor eterno, contada da melhor forma possível. Agora já posso ir a correr ver o filme (se tiver 50% do livro será, sem dúvidas, excelente).

Vou dar um salto até 1937 ter com o Hemingway, em Espanha, através do livro "Por Quem os Sinos Dobram".

2 Comentário(s):

Cristina 10:39 da manhã, agosto 11, 2008  

Parece-me um livro bastante bom pela tua crítica. Tenho lá em casa, mas, por uma razão ou outra, vou sempre adiando a leitura do Garcia Marquez. A história parece linda, sobretudo para uma romântica como eu.

Depois dá a opinião sobre o que estás a ler agora - estava a pensar comprá-lo. (ah, já agora, estás a ler a um bom ritmo :D)

Sofia 1:27 da tarde, agosto 11, 2008  

Eu adorei este livro, é um dos melhores de Garcia Marquez. Uma leitura que recomendo sempre :)

Se gostaste deste vais delirar com Cem Anos de Solidão. Na minha opinião é melhor, um pouco mais fantástico é certo, mas com uma força e um poder de atracção incríveis. Tornou-se um dos meus livros preferidos ;)

  © Blogger template 'Morning Drink' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP