terça-feira, 24 de março de 2009

Book@Maio

Título:Como Água para Chocolate, de Laura Esquivel
Sinopse: Neste romance surpreendente e admirável, que revelou ao leitor português uma grande escritora mexicana, toda a trama narrativa roda em torno da cozinha e de um certo número de elementos culinários. Cada capítulo abre com uma receita fora do comum (mas ao mesmo tempo perfeitamente realizável), a pretexto e em volta da qual não apenas se juntam os comensais, mas também se “cozem” e “temperam” amores e desamores, risos e prantos, e se celebra o triunfo da alegria e da vida sobre a tristeza e a morte. (in Wook)

Curiosidades
: estar "como água para chocolate" é uma expressão mexicana usada para denominar o ponto perfeito de ebulição da água usada para fazer chocolate. É assim que Pedro deixava Tita.

Doze capítulos, durante doze meses através de doze receitas: eis como Laura Esquivel conta-nos a história de amor entre Tita e Pedro, a vida das irmãs Rosaura e Gertrudis e os demais acontecimentos na vida dos moradores da casa da Mamã Elena.
Tita foi criada na cozinha com Nacha e é a única das três irmãs com vocação para a cozinha. É uma menina sensível, romântica, inocente e está perdidamente apaixonada por Pedro. Pedro corresponde-lhe. No entanto, sendo a filha mais nova, manda a tradição que não se case e dedique a sua vida a cuidar da mãe (Mamã Elena), até que esta encontre a morte.
Após a morte de Nacha, o testemunho de cozinheira oficial da família passa para Tita.
O livro é uma janela para a cozinha de Tita, lugar onde esta cria e recria as mais exóticas e saborosas receitas, nas quais coloca todo o amor que não pode oferecer ao amado.

A forma como Laura encontrou para contar a história de amor entre Tita e Pedro é original, picante, replecta de cheiros e sabores. Cada capítulo tem como mote uma receita (que ainda hei-de experimentar um dia desses), através da qual contam-se amores, desamores, doenças, mortes, infâncias, guerrilhas e tradições.
O livro é de fácil leitura e prende-nos da primeira à última página. Leiam-no!

Book@Junho: o livro que se segue é Sensibilidade e Bom Senso, de Jane Austen. Há muito que queria ler um livro da senhora e, depois de ter visto o filme The Jane Austen Book Club, fiquei ainda com mais curiosidade. É desta!

6 Comentário(s):

Canochinha 8:37 da manhã, março 25, 2009  

Bem me parecia que ias gostar :)

Quanto ao "Sensibilidade e Bom Senso" já li e gostei. Mas acho que o "Orgulho e Preconceito" é bem melhor ;)

Mary 10:45 da manhã, março 25, 2009  

Canochinha, gostei bastante do livro. Quanto ao Orgulho e Preconceito, prometo que fará parte dos livros com os quais vou concorrer às medalhas (se der, claro!).

Cristina 10:51 da manhã, março 25, 2009  

Tenho este livro para ler, mas continuo a adiar... A ideia parece-me extremamente original, mas se já ouvi críticas positivas (a que acresce a tua) também as negativas têm sido muitas. Acho que será um livro do estilo do Perfume que apela a todos os nossos sentidos e terei de me deixar levar, por completo.

The Star 8:17 da tarde, março 25, 2009  

Puxa, este livro parece ser bem interessante e origianl!
Eu tenho andado a adiar a minha leitura consecutivamente. Vou lendo às pinguinhas, como eu costumo dizer.
O Sensibilidade e Bom Senso também está aqui na minha pilha de livros para ler. :p

carl@ 12:27 da manhã, março 30, 2009  

Tenho o livro mas ainda não li, já vi foi o filme e foi fantástico (recomendo)..

Mary 9:45 da manhã, março 30, 2009  

Carl@, tens de ler o livro, embora considere que seria muito melhor se o lesses antes de ver o filme, assim poderias criar o que consideravas ser a cozinha de Tita, a casa da Mamã Elena, etc. Mas mesmo assim lê o livro, há muito dos livros que não conseguem passar para um filme.

Obrigada pela visita e vai aparecendo!

  © Blogger template 'Morning Drink' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP